Ir para o conteúdo principal

mar 15

Written by: admcre
15/03/2016 09:43  RssIcon

Você sabia que a Secretaria da Educação tem um espaço agradável e descontraído para conversar sobre livros, leituras e afins? Venha conhecer o Clube de Leitura “Gato Preto”. Uma vez por mês nos reunimos na biblioteca do CRE Mario Covas na EFAPE para conversar sobre uma obra literária, discutir ideias, reflexões e experiências de leitura.

A partir de curadoria feita pela equipe, o livro escolhido para o mês de novembro é Um certo Capitão Rodrigo, do Erico Verissimo.

Ficou interessado? Venha participar ou entre em contato para saber mais:

Onde? Na biblioteca do CRE Mario Covas.

Quando? Toda última sexta feira do mês (29/11), às 11h.

Contato: paulo.cunha@educacao.sp.gov.br.

Sinopse da Editora Companhia das Letras:

Quando Rodrigo Cambará surge no povoado de Santa Fé, em outubro de 1828 - a cavalo, chapéu caído na nuca, cabeleira ao vento, violão a tiracolo -, parece chamar encrenca. Com a patente de capitão, obtida no combate com os castelhanos, é apreciador da cachaça, das cartas e das mulheres. Homem de espírito livre, não combina com os habitantes pacatos do local, mantidos no cabresto pelo despótico coronel Ricardo Amaral Neto. Mas depois de conhecer Bibiana Terra, nada convence Rodrigo a arredar o pé da aldeia. Nem a aspereza de Pedro, pai de Bibiana, nem a zanga do coronel, que não vê com bons olhos os modos do capitão. Nem mesmo o fato de a moça ser cortejada por Bento Amaral, filho de Ricardo. Voluntariosa, Bibiana desconfia das intenções do forasteiro. Rodrigo, porém, está apaixonado por ela e quer casar-se. Como ele mesmo diz, não tem medidas, "é oito ou oitenta". Para o capitão Cambará, é matar ou morrer, num descomedimento que sugere o descortinar de uma crise anunciada. Descrente dos valores prefixados, sejam eles impostos pelo governo ou pela Igreja, Rodrigo é insubordinável: "Se Deus fez o mundo e as pessoas, Ele já nos largou, arrependido". Personagem multifacetado, ora simpático ora cruel, revela o poder de Erico Verissimo de criar figuras cativantes. Extrato da trilogia O tempo e o vento, Um certo capitão Rodrigo mescla à ficção fatos da história brasileira, como a Revolução Farroupilha. Foi lançado, ainda em vida do autor, como romance à parte, dotado que é de vigor e encantamento próprios.

Sobre o autor:

Érico Lopes Veríssimo nasceu no Rio Grande do Sul, na cidade de Cruz Alta, no dia 17 de dezembro de 1905. Foi considerado, ao lado de Jorge Amado, o romancista brasileiro de maior êxito junto ao público. Essa popularidade, infelizmente, fez com que a obra do escritor fosse negligenciada nas Academias e vista com reservas pela crítica mais sofisticada. Contudo, Érico figura entre os mais lidos e queridos nomes da Literatura Nacional.


Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Notícias