Ir para o conteúdo principal
Memória da Educação Paulista » Memória Oral » Escola Pública Paulista


Escola Pública Paulista

Integrantes de alguma Comunidade Escolar, envolvidos com trabalhos de memória escolar ou que estão inseridos na preservação da memória escolar sem terem consciência de sua atuação.

Categorias
Pesquisar
Daphne Neves
282 K
A entrevista ocorreu quando Daphne Neves estava com 84 anos de idade. Muito emocionada, Daphne compartilhou algumas de suas memórias da vida escolar. Aluna do Grupo Escolar Regente Feijó (extinto) entre 1926 e 1929,  iniciou como Professora no final da década de 1930 e sempre atuou em escolas estaduais paulistas: no próprio Grupo Escolar Regente Feijó; em classe multiseriada mista na Escola Rural do Morro Alto (em Itupeva – Jundiaí); na Escola Rural do Bairro do Castanho (em Jundiaí); na Escola Mista do Bairro São João (em Mauá); auxiliar e algumas vezes diretora no Grupo Escolar Roberto Simonsen (em São Caetano do Sul); de 1956 até 1973 (quando se aposentou) no Grupo Escolar Pedro Alexandrino (na Vila Mazzei). Compartilhou suas memórias, também, com fotografias, livros e trabalhos que alunos realizaram: documentos guardados com muito carinho.
Joaquim Francisco Malheiro de Camargo Lima
156 K
Joaquim Francisco Malheiro de Camargo Lima, nascido em 1929, narra algumas vivências que teve no palacete onde funciona o Centro de Referência em Educação Mario Covas. O prédio era de propriedade da tia-avó de Joaquim. É apresentado aspectos da compra do palacete, atual CRE, pela família Bonilha até algumas relações no bairro Campos Elíseos.


Clique aqui para acessar o PDF.

Sérgio Zurawski
282 K
Sérgio Zurawski nasceu em São Paulo, em 1934, filho de pais artesãos. Ingressou no Grupo Escolar Conselheiro Antônio Prado, SP, em 1941. Fez o Ginásio e o Curso Normal no Colégio Piratininga, instituição privada, devido à dificuldade, nessa época, de ingressar em instituições públicas. Mais tarde, fez complementação pedagógica e Faculdade de Belas Artes. Foi professor de escola rural, professor primário, professor de Desenho, e Diretor da Escola Estadual Tito Prates. Também foi responsável pela gráfica do Serviço de Seleção e Organização do Pessoal do Ensino, órgão da Secretaria de Estado da Educação. Aposentou-se em 1982.


Clique aqui para acessar o PDF.

Moacir da Silva
282 K
Moacir da Silva nasceu em Olímpia, Estado de São Paulo, em abril de 1940. Filho de motorista e costureira, estudou na Escola Pública de sua cidade até o final do Curso Normal. Interessou-se ainda jovem pela área de Educação, nas aulas particulares que dava aos alunos em segunda época e no curso de alfabetização em que ensinava os colegas do Serviço Militar. Fez faculdade em São José do Rio Preto e Mestrado na USP/ SP. Trabalhou na Escola Estadual Padre Anchieta, onde participou da criação dos cursos noturnos. Dirigiu a Escola Vocacional de Americana, onde participou de uma experiência marcante na renovação do ensino. Foi Inspetor e Delegado de Ensino, participou da elaboração do Estatuto do Magistério. Trabalha nas Faculdades São Marcos, onde já exerceu as funções de professor, reitor e pró-reitor. Desde 1981 é Coordenador Geral de Pós-Graduação das Faculdades Oswaldo Cruz.


Clique aqui para acessar o PDF.

Maria Apparecida Guimarães Oliveira
282 K
Maria Apparecida Guimarães Oliveira nasceu em 1931, no Rio de Janeiro, e veio para São Paulo em 1934. Fez toda a sua formação no Instituto de Educação Padre Anchieta, onde se formou normalista em 1950. Trabalhou como professora de Alfabetização de Adultos numa escola do SESI – Serviço Social do Comércio. Foi professora substituta da Padre Anchieta, e ingressou como professora primária na Escola Estadual Romão Puiggari em 1968. Fez toda a sua carreira nessa escola, onde é conhecida por “Dona Guimarães”. Lá, aposentou-se como diretora em 2001.


Clique aqui para acessar o PDF.