Ir para o conteúdo principal
Quem somos » Histórico


O Centro de Referência em Educação Mario Covas

A partir de 2017, o Centro de Referência em Educação Mario Covas passa a ocupar algumas salas do andar térreo do Prédio da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.A vinda desse Centro ao prédio da antiga Escola Caetano de Campos representa, de uma certa forma, um retorno às origens, na medida em que nele está abrigado o Acervo Histórico Caetano de Campos, pelo qual passaram muitas das importantes personalidades da História de São Paulo e do Brasil. 

O Centro de Referência em Educação Mario Covas ficou sediado, da data de sua inauguração até 2017, em uma casa histórica construída provavelmente no final do século XIX. A casa acompanhou a transformação da cidade de São Paulo, que passou de uma pequena cidade provinciana a um importante polo econômico e cultural do País.


Publicação “Uma casa que virou CRE”


A Casa que abrigou o Centro de Referência em Educação Mario Covas tem seu próprio valor histórico. Construída provavelmente no final do século 19, a casa acompanhou a transformação da cidade de São Paulo, que passou de uma pequena cidade provinciana a um importante polo econômico e cultural do País.

A história do Casarão foi levantada por pesquisadores da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), cujo esforço resultou na publicação "Uma Casa que virou C R E". Trata-se de um livro que conta a história da casa, tendo como pano de fundo o processo de urbanização do centro da cidade de São Paulo, principalmente em relação ao bairro dos Campos Elíseos.


O livro está dividido em capítulos, que podem ser baixados, por download, logo abaixo.


1. O desabrochar de uma cidade - a segunda fundação de São Paulo 

História da urbanização da cidade de São Paulo: de vila pobre a metrópole nacional, refletindo as transformações e os impactos provocados pelo enriquecimento da cultura do café no Estado. 

 

2. Campos Elíseos - surge um bairro novo 

O bairro dos Campos Elíseos foi o primeiro loteamento planejado da cidade de São Paulo. Este capítulo narra o movimento de expansão habitacional do centro da cidade em direção aos sítios e chácaras mais afastadas.

 

3. Ecletismo arquitetônico - as transformações da cidade e as novas formas de morar

A chegada do Ecletismo na arquitetura paulistana, um estilo que aceita as diversas influências oriundas sobretudo da Europa. Com a consolidação da elite cafeeira, as residências paulistanas sofrem uma revolução quanto ao estilo arquitetônico e ao modo de se construir uma casa.

 

4. Os Palacetes Paulistanos e a Casa que virou CRE

O conceito de Palacete, residência luxuosa que reproduz o estilo de vida francesa. A origem do Casarão do C R E, reforma e restauração. Concebido como casa de família, o casarão já abrigou a Secretaria do Bem Estar Social, o Conselho Estadual de Educação, uma delegacia de ensino (DRECAP 2) e uma creche.

 

5. Bibliografia

 

6. Galeria: Palacetes mais significativos dos Campos Elíseos


            

Casa do CRE Mário Covas- foto de 1978                                                                                           Chácara Charpe 1865- Foto de Militão

 

 

              

Chácara Máua 1865- autoria desconhecida                                                                                       Panorama dos Campos Elíseos 1905- foto de G. Gaensly