Ir para o conteúdo principal

O curso Atendimento Escolar a Jovens e Adultos em Situação de privação de Liberdade: Reflexões Teóricas e Práticas Docentes – 1ª Edição/2018 é resultado de iniciativa do Núcleo de Inclusão Educacional (NINC) da Coordenadoria de Gestão da Educação Básica (CGEB) da SEE e atende o disposto nas Diretrizes Nacionais para oferta de educação a jovens e adultos em situação de privação de liberdade nos estabelecimento penais.

Ficou interessado? Então, veja a seguir mais informações:

 

A quem se destina:

Prioritariamente aos Professores de Educação Básica (PEB) I e II, em exercício em classes nos estabelecimentos penais do Estado e aos Professores Coordenadores (PC) das escolas vinculadoras.

Após o atendimento a esse público, as vagas remanescentes estarão disponíveis aos seguintes profissionais:

  • Agente de Organização Escolar (AOE);
  • Diretor de Escola;
  • Diretor de Núcleo Pedagógico;
  • Dirigente Regional de Ensino;
  • Gerente de Organização Escolar (GOE);
  • Professor Coordenador (PC);
  • Professor Coordenador do Núcleo Pedagógico (PCNP);
  • Professor de Educação Básica (PEB) I e II;
  • Supervisor de Ensino;
  • Vice-diretor de Escola.

 

Benefícios:

  • Oferecer conhecimentos aprofundados sobre o atendimento escolar a jovens e adultos em situação de privação de liberdade.
  • Demonstrar, em sua prática, os conhecimentos e informações desenvolvidos ao longo do curso.
  • Compartilhar os conhecimentos do curso em momentos formativos em serviço, como Aula de Trabalho Pedagógico Coletivo (ATPC), ou orientações em Diretoria de Ensino (DE).

Cronograma:

Inscrições: 

  • 1º Período: de 15 a 22 de março de 2018, aos PEB I e II, em exercício em classes nos estabelecimentos penais do Estado e aos PC das escolas vinculadoras.
  • 2º período: de 23 a 29 de março de 2018 aos demais profissionais do público-alvo. Vagas preenchidas em 24/03/2018!

Período de realização do curso:

de 10 de abril a 3 de julho de 2018.

Modalidade:
A distância, em formato de estudos autônomos no Ambiente Virtual de Aprendizagem.

Carga Horária:
90 horas divididas em 6 módulos:

Módulos:

Módulo I – DIREITO À EDUCAÇÃO E SEUS DESDOBRAMENTOS

Conteúdo:

  • Abertura do Curso e discussão sobre o Direito Humano à Educação: todas e todos.
  • Marcos Legais: CF/88, LEP/84, LDB/96, Diretrizes Nacionais, Resoluções SE, Planos.
  • O atendimento escolar: indicadores de acesso e permanência na Educação Básica.
  • O Direito à Educação e o Sistema Prisional.
  • A adaptabilidade do Direito à Educação em diferentes contextos e para diferentes públicos: educação ao longo da vida e as pessoas jovens e adultas.
Carga Horária:
15 horas

Módulo II – EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: PRINCÍPIOS E REFLEXÕES

Conteúdo:

  • A Modalidade de ensino EJA: breve histórico e alguns princípios.
  • Papel da Política Pública: reflexões sobre os diversos tipos de oferta de EJA.
  • Quem são os jovens e adultos público-alvo da EJA?
  • Reflexões pedagógicas sobre o ensino e aprendizagem de pessoas jovens e adultas e as competências docentes.
  • O papel da experiência do aluno na EJA: autonomia e continuidade dos estudos.
Carga Horária:
15 horas

Módulo III – EDUCAÇÃO E SISTEMA PRISIONAL

Conteúdo:

  • Diretrizes Nacionais: marcos orientadores às Secretarias de Educação;
  • Contexto e histórico do atendimento: Brasil e São Paulo;
  • Perfil da população prisional: indicadores sociais, étnicos, de gênero, etários e nacionalidade;
  • Sistema prisional: organização e funcionamento por estabelecimento penal;
  • Organização da oferta de escolarização: classes multisseriadas.
Carga Horária:
15 horas

Módulo IV – REFLEXÕES PEDAGÓGICAS SOBRE A DOCÊNCIA NA EJA NOS ESTABELECIMENTOS PENAIS

Conteúdo:

  • EJA nas prisões: especificidades dos públicos atendidos - intersecções entre modalidades, gênero e matrícula.
  • Docência na EJA nos estabelecimentos penais: competências e olhares.
  • Classes multisseriadas e materiais de apoio: flexibilidade e adaptabilidade.
  • Reflexões sobre as áreas do conhecimento e os temas transversais.
  • Práticas educativas em foco: metodologias, projetos e propostas.
Carga Horária:
15 horas

Módulo V – INSTITUIÇÕES ENVOLVIDAS E ATENDIMENTO ESCOLAR

Conteúdo:

  • SEE-SP e SAP: os desafios frente à escolarização de jovens e adultos.
  • Corresponsabilidade, articulação regional e local: DE, Regionais da SAP, estabelecimentos penais e unidades escolares.
  • Organização do trabalho pedagógico de gestão e docência: proposta pedagógica da escola e planejamento do processo de escolarização para além dos estigmas.
  • Reflexões sobre o apoio à aprendizagem e à continuidade do processo de escolarização de pessoas jovens e adultas: metodologias de ensino-aprendizagem e demanda potencial.
  • Avaliação, Certificação e Exames nacionais: aspectos administrativos e pedagógicos da vida escolar dos alunos.
Carga Horária:
15 horas

Módulo VI – EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

Conteúdo:

  • EDH: conceitos e preconceitos.
  • Acolhimento e diferenças na escola pública como meio de inclusão educacional e social de pessoas jovens e adultas.
  • Enfrentamento às discriminações e desconstrução de estigmas e de barreiras atitudinais: raça, etnia, diversidade sexual, gênero, religião, privação de liberdade, idade, escolaridade, classe social, nacionalidade e saúde.
  • Temas transversais e interdisciplinaridade na EJA: instrumentos de promoção e garantia de direitos.
  • Fechamento do curso: práticas pedagógicas inclusivas e novos olhares na EJA no Sistema Prisional.
Carga Horária:
15 horas

Certificação:

Para fins de certificação serão considerados dois itens:

    1. Realizar no mínimo 75% (setenta e cinco por cento) do total das atividades avaliativas propostas. .
    2. Ter média de aproveitamento com conceito “Satisfatório”, no total de atividades avaliativa
  • Os certificados serão emitidos pela EFAP, após o término do curso e respectiva homologação em DOE.
  • O cursista apenas será certificado se completar a carga horária e avaliações determinadas neste plano de curso.
  • O cursista poderá utilizar o certificado do curso para a evolução funcional de acordo com a legislação vigente referente ao seu quadro de atuação.