Ir para o conteúdo principal
porno mat i sin xxx odia in adult rape videos
agri escort elazig escort
escort alanya
ankara escort
bonus veren siteler
makale ozgunluk testi
huluhub.com
Luxury replica watches
www.copeland.club
old sex women boy to boy xxx nude

Especiais

mar 20

Written by: admespeciais
20/03/2020 12:57  RssIcon

Untitled Document

Evitar a disseminação de informações falsas sobre o novo coronavírus também é uma espécie de “vacina” e uma maneira de colaborar para o combate à doença. Com ajuda do Instituto Palavra Aberta, dedicado à educação midiática, selecionamos alguns termos importantes e também algumas dicas para que todos nós possamos fazer a nossa parte.

 

  • Educação midiática

    Conjunto de habilidades para acessar, analisar, criar e participar de maneira crítica do ambiente informacional e midiático em todos os seus formatos – dos impressos aos digitais –, como requisito fundamental para a formação do cidadão e para o fortalecimento da democracia.

  • Infodemia

    Fenômeno recente de disseminação de informações potencializada por conta da revolução tecnológica. Estamos vivendo a primeira grande infodemia da nova era digital, que pode comprometer, inclusive, nossa saúde mental.

  • Fake news

    Informação falsa produzida com a intenção de enganar. As fake news tentam “pegar carona” na credibilidade de veículos jornalísticos conhecidos e, geralmente, são divulgadas por canais que tentam imitar o visual, o nome e/ou o slogan de jornais sérios.

  • Fact checking

    Método jornalístico para verificar se uma determinada informação é confiável. Nas agências de checagem, os jornalistas pesquisam como a informação surgiu e de que maneira pode ser confirmada – a partir daí, costumam criar “selos” para classificá-la em categorias como ‘verdadeira’, ‘falsa’, ‘exagerada’, ‘desatualizada’, ‘fora de contexto’ etc.

  • Deep fake (mídia sintética)

    Desinformação sofisticada e altamente convincente produzida a partir de recursos tecnológicos avançados, como Inteligência Artificial e videomapping. Como exemplo, vídeos digitalmente manipulados, nos quais a boca ou o rosto de uma pessoa parecem transmitir, de forma muito convincente, algo que na verdade foi dito por outra pessoa (com sincronização de movimentos labiais e expressões).

  • Desinformação

    Conteúdo falso, impreciso, tendencioso, distorcido ou fora de contexto, criado de forma intencional ou não.

  • Fontes

    Portadores de informação consultados pelos jornalistas para elaborar reportagens. Podem ser autoridades, especialistas ou mesmo documentos, dados e gráficos. As fontes transmitem as informações aos repórteres e, no caso de pessoas, podem ou não ser identificadas (quando a identidade da fonte é preservada, para evitar retaliações, por exemplo, chamamos de fonte ‘em off’).

  • Pós-verdade (post-truth)

    Situação em que fatos objetivos têm menos importância na formação da opinião pública do que crenças pessoais ou mensagens que apelam para a emoção. Em 2016, foi escolhida como “a palavra do ano” pelo dicionário britânico Oxford.




  • Fonte: https://educamidia.org.br

Fazendo a nossa parte:

Não compartilhe conteúdos sem fonte ou autor e busque informações em fontes oficiais, como a Organização Mundial da Saúde, o Ministério da Saúde e o Governo do Estado de São Paulo.

Aqui vão alguns links para você:
Aplicativo lançado pelo SUS:
   
   

Para baixar o app iOS
Clique aqui.

Para baixar o app Android
Clique aqui

Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Especiais

Busca em Especiais: