Ir para o conteúdo principal
porno mat i sin xxx odia in adult rape videos
agri escort elazig escort
ankara escort
bonus veren siteler
huluhub.com
Luxury replica watches
www.copeland.club
old sex women boy to boy xxx nude
beylikduzu escort alman porno

Especiais

fev 7

Written by: admespeciais
07/02/2020 13:33  RssIcon

Você sabe o que uma escola de ensino e uma escola de samba têm em comum?

17 de Fevereiro de 2020

Elas têm quadras, mestres, uma grande presença da comunidade e são os locais onde se aprendem diferentes habilidades.

Escolas de samba e escolas de ensino têm muito mais em comum do que a gente imagina, aliás, uma nasceu praticamente em frente à outra e o responsável foi o compositor Ismael Silva.

O ano era 1928, época em que os foliões, pessoas mascaradas e fantasiadas, seguiam um tocador de bumbo ou caixa pelas ruas do Rio de Janeiro e viviam sendo perseguidos pela polícia por conta do tumulto e da desordem.

Ismael decidiu melhorar a imagem dos foliões e ainda criar algo diferente que pudesse levar mais alegria aos blocos. Como ele sempre se reunia com seus amigos em frente a uma Escola Normal, inventou o termo “escola de samba”, fundou a primeira delas, conhecida como “Deixa Falar”, e também as características que permanecem até hoje: o gênero musical (samba moderno); o cortejo que possibilita cantar e dançar; o conjunto de percussão, sem a utilização de instrumentos de sopro; e a ala das baianas.

Se nas escolas havia professores, eles também seriam mestres na arte do samba.

Passaram alguns anos até o termo Escola de Samba ser empregado, assim como a ideia da competição. Oficialmente, em 1932 aconteceu o primeiro desfile de escolas de samba do Rio de Janeiro, com a participação de 19 escolas, e foi vencido pela Estação Primeira da Mangueira – que existe até hoje.

Com o mesmo significado da sua criação, hoje em dia, as escolas de samba continuam a missão de ensinar. Com forte ligação com a comunidade onde se situam, as agremiações focam na aprendizagem. As lições ultrapassam as quadras da escola; além das aulas para ritmistas e passistas, em algumas existem projetos sociais e até cursos profissionalizantes voltados para os moradores do bairro.

Seja na sala de aula ou na avenida, o sucesso de alunos e carnavalescos se dá na importância do engajamento nos estudos e ensaios, no respeito pelos professores, mestres e velha-guarda, e do trabalho em equipe!

 

Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Especiais

Busca em Especiais: