Ir para o conteúdo principal

Especiais

mar 14

Written by: admespeciais
14/03/2016 16:50  RssIcon

Educadores, inventores, ex-alunos ilustres... Dar o nome de alguém a uma escola é sinal de homenagem e uma forma de eternizar a existência de quem foi importante para a história escolar. Mas muitos alunos não sabem quem foi o patrono do lugar onde estudam e nem de que maneira esse nome foi escolhido.

FICA A DICA

Se você quer saber quais são as escolas estaduais mais antigas de São Paulo e curiosidades históricas, acesse o site do CRE Mario Covas e mantenha a sua memória escolar em dia.

Aproveitamos o Dia da Escola, comemorado em 15 de Março, para contar como acontece a escolha do nome de uma instituição escolar. Assista ao vídeo produzido pelo Centro de Referência em Educação Mario Covas, CRE, em parceria com a Fundação Padre Anchieta, e refresque a sua memória.

SAIBA MAIS

As escolas mais antigas chamam a atenção pela beleza de suas arquiteturas. Construídas lá no início da República, os antigos grupos escolares ocupavam prédios monumentais – com pátios imensos, salas de aulas grandes, janelas altas e largas. Para garantir a preservação, proibindo legalmente a destruição e descaracterização desses prédios, as primeiras escolas estaduais paulistas, criadas durante o primeiro plano educacional do país (entre 1890 e 1930), foram tombadas pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo, oCondephaat. Ao todo, 126 escolas públicas do interior e capital estão protegidas por compartilharem significados culturais, históricos e arquitetônicos. Confira a lista completa das escolas aqui.

Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Especiais

Busca em Especiais: