Ir para o conteúdo principal

Especiais

mai 22

Written by: admespeciais
22/05/2014 15:44  RssIcon

Do frevo aos quitutes, onde o pernambucano põe a mão surge um patrimônio brasileiro. Conheça Recife, a mais antiga capital do país, que se prepara para a Copa!

"Quero sentir a embriaguês do frevo
Que entra na cabeça depois toma o corpo e acaba no pé"

Os versos de "Voltei, Recife", feitos pelo compositor Capiba, foram imortalizados na voz de Alceu Valença. Nascido no agreste pernambucano, Alceu vive hoje entre as ladeiras de Olinda, e quase todas as músicas de seus 29 álbuns falam sobre as ruas, praças, praias e rios de Recife.

FICA A DICA
No bairro do Recife, onde está o centro histórico da cidade, o Paço do Frevo é uma escola de dança, de música e um espaço dedicado a difundir esse ritmo para as próximas gerações. Há exposições regularmente e um centro de documentação para consulta sobre essa tradição brasileira. As atividades são quase sempre gratuitas. Veja também a lista dos principais compositores de frevo do Brasil.

Dá para conhecer a cidade em suas canções, que embalam um dos mais importantes carnavais do Brasil. Nessa época, as ruas viram um mar de gente e acontece o maior bloco carnavalesco do mundo, registrado no Guinness Book, o livro dos recordes. Só em 2014 mais de dois milhões de pessoas seguiram o Galo da Madrugada e dançaram passinhos de frevo. O ritmo, que nasceu em Pernambuco, mistura marcha, maxixe e capoeira, e desde 2012 foi declarado Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco.

Recife é também a capital mais antiga do Brasil, fundada em 1537. Erguida entre os rios Beberibe e Capiberibe, ficou conhecida como a Veneza do Nordeste. Em 1630 era a mais rica capitania do Brasil Colônia e maior produtora de açúcar do mundo. Por conta disso, Recife chamou a atenção dos holandeses, que invadiram a cidade e a fizeram a capital do Brasil Holandês.

Em 1654, os holandeses foram expulsos definitivamente daquelas terras, mas os 24 anos de colonização deixaram traços culturais que marcariam Recife para sempre. É, inclusive, esse caldeirão cultural a maior identidade da cidade: a música, a dança, as manifestações artísticas estão por toda parte e o recifense parece estar sempre elaborando e inventando algo novo para todo o Brasil.

Assim como o frevo, algumas dessas tradições acabaram se tornando Patrimônio Imaterial da Humanidade, como o Bolo Souza Leão e o Bolo de Rolo, dois dos principais doces que nasceram em terras verde e amarela.

Quando não estão cantando, tocando e dançando, os recifenses lotam os estádios da cidade para acompanhar o seu time de coração. Entre os principais estão o Sport, o Náutico e o Santa Cruz. Poucos municípios são mais apaixonados pelo futebol do que o Recife e a média de público por lá costuma bater as 20 mil pessoas, esteja a equipe na primeira, segunda ou terceira divisão.

É com essa paixão que a cidade se prepara para receber a Copa do Mundo de 2014. Na Arena Pernambuco, a Alemanha enfrentará os Estados Unidos, a Costa Rica enfrentará a Itália, o Japão pegará os Camarões e México terá a Croácia pela frente. Ainda por lá acontecerá um jogo das oitavas de final. Que venha a Copa, então, com todo o fôlego do pernambucano!

Recife em números

1.599.513 habitantes
16.736 professores
1.774 escolas
metrópole mais densamente habitada do Brasil
24 anos de colonização holandesa

Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Especiais

Busca em Especiais: