Ir para o conteúdo principal

Radar Cultural - Capital e Grande São Paulo

out 27

Written by: admradar
27/10/2017 10:01 

Cidade da Linga

FICA A DICA

Muitas histórias e músicas caipiras também podem ser conferidas no site No Gravador de Inezita – projeto coordenado pelo jornalista e produtor musical Aloisio Milani, com consultoria da filha da cantora, Marta Barroso.

Muitos devem se lembrar dela como apresentadora do “Viola, Minha Viola”, da TV Cultura. Afinal, foram 30 anos à frente do programa. Porém, ao longo dos seus 90 anos de vida, Inezita Barroso foi mais que uma apresentadora de televisão. Toda sua história e legado para a cultura brasileira podem ser conferidos na Ocupação do Itaú Cultural.

Vinda de uma família tradicional paulista, foi a primeira a se arriscar na carreira artística. Por alguns anos teve que esconder seu gosto pela música, já que a família achava “feio” quem seguia essa profissão. À frente de seu tempo, não se importou com as opiniões e aprendeu a tocar violão e viola sozinha.

Estudiosa, formou-se em Biblioteconomia pela USP, antes de se tornar cantora profissional, em 1953. Além de ser uma das maiores representantes da música caipira no Brasil, Inezita foi instrumentista, atriz de cinema e teatro, apresentadora de rádio e televisão, bibliotecária, folclorista e até professora – o que lhe rendeu, em 2005, o título de Doutora Honoris Causa pela Unicapital, uma das universidades em que ministrou aulas de folclore brasileiro.

»Leia entrevista com Ivan Vilela, violeiro e professor na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Músicas interpretadas pela cantora, gravações de programas de televisão, fotos pessoais, de shows e de viagens, conversas registradas em seu gravador e muito mais histórias sobre sua vida pessoal e profissional fazem parte dessa Ocupação, que foi dividida em quatro eixos que recebem o nome dos discos gravados por Inezita.

Ficou curioso? Vai lá visitar!

 

ONDE:
Itaú Cultural - Av. Paulista, 149 - Bela Vista - São Paulo - SP

http://www.escoladeformacao.sp.gov.br/portais/Portals/84/imagens/cursos/carga-horaria.png HORÁRIO:
Terça a sexta-feira, das 9h às 20h; sábados, domingos e feriados, das 11 às 20h.

 

SAIBA MAIS

Criado em 2009, o projeto Ocupação tem como proposta preservar a memória artística de grandes influenciadores das mais variadas expressões culturais brasileiras. Neste ano, todas as exposições serão voltadas para mulheres. Já foram homenageadas a atriz Laura Cardoso, a escritora Conceição Evaristo e a curadora, professora e jornalista de artes visuais, Aracy Amaral.

Tags:

Busca no Radar Cultural - Capital: