Ir para o conteúdo principal

Radar Cultural - Capital e Grande São Paulo

jun 3

Written by: admradar
03/06/2016 07:00 

Fina CamadaVocê consegue imaginar como seria a infância de uma criança que viveu no Imperialismo? Qual era a brincadeira preferida de um menino do século 18? Ou, como seria uma sala de aula de uma tribo indígena da década de 1990? “Histórias da Infância”, exposição em cartaz no MASP, reúne diversas representações dessa fase em diferentes períodos, territórios e escolas artísticas.

FICA A DICA

Quem visitar o MASP também terá a oportunidade de conhecer a mostra Playgrounds. O nome é o mesmo da exposição interativa realizada pelo artista Nelson Leirner, apresentada na inauguração do museu, em 1969. Na época, ela ocupou o Vão Livre do MASP, com a ideia de despertar o interesse das crianças pelas artes e atraí-las para conhecer o restante do acervo. Apesar da versão de 2016 não ter a proposta de recriar a original, ela continua com o mesmo intuito de aproximar a arte do cotidiano.

A ideia da mostra é explorar a relação entre crianças e arte, e também trazer para o público as diferentes formas da infância ao longo da História. Dividido em núcleos temáticos, o primeiro andar traz retratos, representações de família, imagens de educação e de brincadeiras, e por fim, a morte. Já no primeiro subsolo, surgem os temas de nascimento e maternidade.

São cerca de 200 obras – entre pinturas, esculturas, fotografias e vídeos – que vão do renascimento ao contemporâneo, da arte brasileira à europeia, incluindo arte sacra e cultura popular. Ao lado de artistas consagrados, como Van Gogh, estão expostos também desenhos feitos por crianças, em oficinas realizadas no próprio museu. E para aproximá-las ainda mais do centro cultural, tornando a visita mais atrativa e acessível, a instituição resolveu também rebaixar a medida padrão de altura em que as obras são expostas.

Para mais informações ou compra do ingresso, acesse o site.

Onde: MASP
Avenida Paulista, 1.578 - São Paulo/SP
Horário: terça a domingo, das 10h às 18h; quinta-feira, das 10h às 20h.
(Todas as terças-feiras o MASP tem entrada gratuita.)

SAIBA MAIS

Brincar é um processo permanente de descobertas, e tem uma grande importância para o desenvolvimento da criança. Pensando nisso, nasceu o Território do Brincar.

»Leia entrevista com Renata Meirelles, idealizadora do Projeto.
Assista ao vídeo para conhecer um pouco sobre o trabalho

Tags:

Busca no Radar Cultural - Capital: