Ir para o conteúdo principal

Radar Cultural - Capital e Grande São Paulo

mai 2

Written by: admradar
02/05/2016 07:00  RssIcon

Fina CamadaKehilat Israel, a Sinagoga mais antiga do Estado de São Paulo, decidiu abrir suas portas para relembrar a história e a contribuição dos imigrantes judeus para o desenvolvimento do Brasil. Antes, frequentada apenas pela comunidade judaica para cultos e estudos religiosos, agora virou também sede do Memorial da Imigração Judaica.

Localizado no bairro do Bom Retiro, o novo centro cultural iniciou suas atividades no começo do ano, com o intuito de divulgar de maneira didática aspectos religiosos, culturais e históricos do povo hebreu. Para isso, o espaço conta com quatro andares, com conteúdos expositivos tecnológicos e interativos.

FICA A DICA

As visitas monitoradas ocorrem todas as quartas-feiras, durante o dia todo. Para agendar, para grupos de 15 a 25 pessoas, basta entrar em contato pelo telefone (11) 3331-4507 ou pelo e-mail agendamento@memij.com.br.

Quem visitar o museu, além de encontrar objetos e documentos raros, poderá entender um pouco melhor sobre hábitos e costumes da milenar filosofia judaica, o ciclo de vida de um judeu – do nascimento à morte –, conhecer personalidades influentes no país e até as comemorações festivas e seus simbolismos. No espaço dedicado ao casamento, por exemplo, foi montado um verdadeiro altar – a Chupá – com uma taça virtual que o visitante pode quebrar, como em cerimônias reais. E também, uma mesa virtual e interativa que apresenta diferentes receitas que variam conforme as datas comemorativas.

O memorial conta ainda com um centro de estudos e pesquisas para que informações sobre o tema da imigração continue sendo estudado, e também para que sirva de referência para pesquisadores e todos os interessados em se aprofundar na cultura e no conhecimento do povo judaico.

Para mais informações, acesse o site

Onde: Memorial da Imigração Judaica
Rua da Graça, 160 – Bom Retiro – São Paulo
Horário: Terça a quinta, e aos domingos, das 10h às 17h; sexta, das 10h às 15h. Fechado aos sábados e segundas.

(entrada gratuita)

SAIBA MAIS

Para o ano que vem está prevista a abertura de um novo andar, que contemplará os 12 países de origem dos imigrantes, explicando as diferentes razões para a imigração e, também, o Jardim do Holocausto, relembrando o momento histórico e as vítimas do Shoá.

Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Radar EFAP

Busca no Radar Cultural - Capital: