Ir para o conteúdo principal
porno mat i sin xxx odia in adult rape videos
agri escort elazig escort
ankara escort
bonus veren siteler
huluhub.com
Luxury replica watches
www.copeland.club
old sex women boy to boy xxx nude
beylikduzu escort alman porno

Radar Cultural - Capital e Grande São Paulo

set 10

Written by: admradar
10/09/2015 16:30  RssIcon

Pensando em trazer a realidade vivida por deficientes visuais, a exposição criada na Alemanha propõe ao público uma visita a espaços com ausência total de luz. A mostra itinerante já percorreu 130 cidades de 32 países e agora chega a São Paulo. Intitulada Diálogo no Escuro, ela está em cartaz na Unibes Cultural.

Quatro ambientes cenográficos, totalmente escuros, representando uma cidade, um parque, uma feira/drogaria e um bar foram desenvolvidos especialmente para a exposição. A exibição multissensorial leva o público a explorar o tato, o olfato e a audição, já que a visita é às cegas. E para tornar a experiência ainda mais interessante, a apresentação é guiada por deficientes visuais.

» Leia entrevista com José Carlos da Silva, deficiente visual, atuou como professor da rede estadual de ensino por 25 anos.

FICA A DICA
Os alunos da EE Octalles Marcondes Ferreira, da DE Sul 2, vivenciaram uma experiência bem parecida com a oferecida pela exposição Diálogo no Escuro. Por meio de um projeto, desenvolvido por professores e alunos, eles criaram o “Cine para Cegos”, que apresentamos no Mural do Educador.

Além de apreciar os sons da natureza, sentir a textura dos objetos, o cheiro das frutas, conhecer a sensação de atravessar uma rua, ainda é possível tomar um café. E na hora de pagar, apenas pelo tato terá que descobrir qual o valor da nota e se o troco que recebeu está certo. Depois de percorrer todos os espaços, é aberto um momento para compartilhar as experiências com os outros participantes e dialogar com o guia.

Para quem tiver interesse, as visitas acontecem em grupos de até oito pessoas e duram entre 45 e 60 minutos. É necessário agendar e comprar o ingresso antecipadamente. As visitas podem ser realizadas de segunda a sábado, das 11h às 17h. Todas as terças-feiras a entrada é gratuita; nos demais dias, o valor é de até 30 reais, sendo que estudantes e idosos pagam meia.

Para mais informações, acesse o site.

SAIBA MAIS
Situada no Centro Cultural São Paulo, a Biblioteca Louis Braille é referência no serviço ao deficiente visual. Com mais de 6 mil títulos, entre livros em braile e audiolivros, o acervo é composto de obras didáticas, ficção, literaturas brasileira, estrangeira e infantil. Além de oferecer às crianças diversas atividades de integração e vivência artísticas, como teatro, dança e música, a biblioteca ainda disponibiliza aos deficientes visuais acesso à internet por meio de computadores adaptados.

Professor, que tal agendar uma visita à biblioteca com a sua turma? Envie um e-mail para bibliotecabraille@prefeitura.sp.gov.br.

Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Radar EFAP

Busca no Radar Cultural - Capital: