Ir para o conteúdo principal

Radar Cultural - Capital e Grande São Paulo

set 10

Written by: admradar
10/09/2015 16:30  RssIcon

Pensando em trazer a realidade vivida por deficientes visuais, a exposição criada na Alemanha propõe ao público uma visita a espaços com ausência total de luz. A mostra itinerante já percorreu 130 cidades de 32 países e agora chega a São Paulo. Intitulada Diálogo no Escuro, ela está em cartaz na Unibes Cultural.

Quatro ambientes cenográficos, totalmente escuros, representando uma cidade, um parque, uma feira/drogaria e um bar foram desenvolvidos especialmente para a exposição. A exibição multissensorial leva o público a explorar o tato, o olfato e a audição, já que a visita é às cegas. E para tornar a experiência ainda mais interessante, a apresentação é guiada por deficientes visuais.

» Leia entrevista com José Carlos da Silva, deficiente visual, atuou como professor da rede estadual de ensino por 25 anos.

FICA A DICA
Os alunos da EE Octalles Marcondes Ferreira, da DE Sul 2, vivenciaram uma experiência bem parecida com a oferecida pela exposição Diálogo no Escuro. Por meio de um projeto, desenvolvido por professores e alunos, eles criaram o “Cine para Cegos”, que apresentamos no Mural do Educador.

Além de apreciar os sons da natureza, sentir a textura dos objetos, o cheiro das frutas, conhecer a sensação de atravessar uma rua, ainda é possível tomar um café. E na hora de pagar, apenas pelo tato terá que descobrir qual o valor da nota e se o troco que recebeu está certo. Depois de percorrer todos os espaços, é aberto um momento para compartilhar as experiências com os outros participantes e dialogar com o guia.

Para quem tiver interesse, as visitas acontecem em grupos de até oito pessoas e duram entre 45 e 60 minutos. É necessário agendar e comprar o ingresso antecipadamente. As visitas podem ser realizadas de segunda a sábado, das 11h às 17h. Todas as terças-feiras a entrada é gratuita; nos demais dias, o valor é de até 30 reais, sendo que estudantes e idosos pagam meia.

Para mais informações, acesse o site.

SAIBA MAIS
Situada no Centro Cultural São Paulo, a Biblioteca Louis Braille é referência no serviço ao deficiente visual. Com mais de 6 mil títulos, entre livros em braile e audiolivros, o acervo é composto de obras didáticas, ficção, literaturas brasileira, estrangeira e infantil. Além de oferecer às crianças diversas atividades de integração e vivência artísticas, como teatro, dança e música, a biblioteca ainda disponibiliza aos deficientes visuais acesso à internet por meio de computadores adaptados.

Professor, que tal agendar uma visita à biblioteca com a sua turma? Envie um e-mail para bibliotecabraille@prefeitura.sp.gov.br.

Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Radar EFAP

Busca no Radar Cultural - Capital: