Ir para o conteúdo principal

Radar Cultural - Capital e Grande São Paulo

jun 11

Written by: admradar
11/06/2015 15:29 

Sabemos que o petróleo é cobiçado por todos os países, que é um recurso natural que movimenta a economia e que ele está presente em diversos produtos que utilizamos no nosso cotidiano. Agora, como ele se forma no meio ambiente? Pensando em responder a essa e a outras perguntas, o Museu Catavento apresenta a exposição “Uma Viagem pelo Universo do Petróleo”.

FICA A DICA
Além da exposição, o museu oferece entretenimento em quatro grandes seções, que apresentam atrações com os temas: Universo, Vida, Engenho, Sociedade. Acesse o site para conhecer todas as instalações e as atividades proporcionadas pelo museu.

Idealizada em 2013 pela BP, em parceria com o Instituto Abramundo, a mostra já passou por algumas cidades brasileiras, como Salvador e Rio de Janeiro, e agora chega a São Paulo.

Essa viagem educativa promete ensinar o público, de forma lúdica e interativa, sobre a importância do petróleo, suas etapas de produção, o petróleo como fonte de energia e muito mais. A visita é acompanhada por monitores, que apresentam as diferentes seções, compostas por textos, grafismos e réplicas em miniatura. Para deixar o conteúdo mais atrativo, a exposição conta ainda com instalações mecânicas, maquete representativa e amostras de brocas de extração, tornando a compreensão ainda mais fácil.

A exposição ficará em cartaz até o dia 26 de julho. A visitação acontece de terça a domingo, das 9h às 17h. Aos sábados, a entrada é gratuita. Nos outros dias, o custo é de 6 reais. Sendo que, estudantes, idosos e portadores de deficiência pagam meia-entrada. Diretores, coordenadores e professores da rede pública do Estado de São Paulo são isentos.

Para mais informações, acesse www.cataventocultural.org.br.

SAIBA MAIS
Antes de ser Museu Catavento, o edifício histórico localizado no centro de São Paulo abrigou diversas instituições.

Inicialmente, ele foi concebido para ser um espaço de exposições agrícolas e industriais, por isso recebeu o nome de Palácio das Indústrias. Porém, desde 1924 – ano de sua inauguração –, ele serviu como sede para outros fins. Em 1947, a Assembleia Legislativa tomou conta do prédio e trocou o nome para Palácio 9 de Julho. Na década de 70, sediou a Secretaria de Segurança Pública, abrigando Corpo de Bombeiros, Delegacia de Estrangeiro e repartições policiais. E ainda, em 1991, foi sede da Prefeitura da cidade. Só então, em 2009, o edifício retornaria à sua função original, abrigando um centro cultural, o atual Museu Catavento.

Tags:

Busca no Radar Cultural - Capital: