Ir para o conteúdo principal

Radar Cultural - Capital e Grande São Paulo

jan 23

Written by: admradar
23/01/2014 10:05 

Grandiosa, acelerada e barulhenta. Num primeiro olhar, São Paulo intimida. A cidade mais populosa do País é repleta de prédios, mas também tem praças e parques. O grafite dá cor ao concreto e, quando as buzinas cessam, o que se ouve é a melodia dos artistas de rua. São os contrastes que enfeitam a metrópole.

São Paulo completou 460 anos. Aproveite para relembrar a sua história! Ela começa com a chegada da missão jesuíta, que tinha como objetivo catequizar os índios.

FICA A DICA
Saiba onde você está pisando! Digite o nome de uma rua e conheça a sua origem através do Dicionário de Ruas de São Paulo.

O documentário "Entre Rios", produzido pelo coletivo audiovisual "Santa Ladeira", mostra a importância dos rios no nascimento de São Paulo, além do plano de urbanização ocorrido na década de 50, no qual os córregos foram tidos como obstáculos ao desenvolvimento.

Em 25 de janeiro de 1554 foi celebrada a primeira missa no local – daí a escolha da data do aniversário do município. Ao longo de dois anos, os padres Manoel da Nóbrega e José de Anchieta construíram um colégio e uma igreja. O que restou de ambos constitui o Pateo do Collegio.

Ainda no período colonial, no início do século XVII, os bandeirantes iniciaram a exploração dos arredores, em busca de riqueza e mão de obra indígena.

A descoberta do ouro no que seria mais tarde Minas Gerais e, anos depois, em Goiás e no Mato Grosso, atrairia a vinda de portugueses. Ponto de partida das expedições, em 1711, São Paulo substituiu São Vicente como capital da capitania. O esgotamento do ouro incentivou a indústria e o cultivo da cana-de-açúcar.

Em 1822, São Paulo sediou um acontecimento marcante na História: a Independência do Brasil, proclamada por D. Pedro I às margens do Riacho do Ipiranga. Seis anos depois, por decreto imperial, foi fundada a Faculdade de Direito do Largo São Francisco.

A produção de açúcar em outras colônias fez o preço despencar. Resultado: o País passou a estimular a plantação de café. São Paulo se destacou na economia cafeeira. Os fazendeiros se beneficiaram com o trabalho dos imigrantes e o setor de comércio e serviços também cresceu, possibilitando a formação de uma burguesia. O processo de urbanização teve como alguns dos investimentos a construção de ferrovias – que ligam ao interior e ao litoral – e de bancos financeiros.

No auge do período cafeeiro e com a Proclamação da República, em 1889, o crescimento populacional e econômico de São Paulo foi imenso, facilitado pela política do café com leite. A Estação da Luz foi construída e a arquitetura passou a ser feita de alvenaria. Em 1900 surgiu a Pinacoteca do Estado. A próxima fase, de industrialização, despertou a atenção de trabalhadores de todos os cantos. Os bairros residenciais foram multiplicados.

Sinônimo de trabalho, atualmente São Paulo é sede de 38% das 100 maiores empresas privadas de capital nacional e de 63% dos grupos internacionais instalados no Brasil. Veja aqui outros dados sobre a terra da garoa.

Saiba mais:

25 de janeiro é também o "Dia Nacional da Bossa Nova", data escolhida por ser o aniversário de Tom Jobim. Nascido no Rio de Janeiro, o músico declarou o seu carinho pela cidade através da canção "Te Amo São Paulo". Aperte o play!

player

Te Amo São Paulo (Tom Jobim, 1992)

Tags:

Busca no Radar Cultural - Capital: