Ir para o conteúdo principal

Radar Cultural - Capital e Grande São Paulo

jan 15

Written by: admradar
15/01/2014 15:23 

Ainda que você não seja católico ou religioso, é quase impossível não ficar boquiaberto diante do Mosteiro de São Bento, no centro de São Paulo. O prédio está no mesmo local desde 1634, mas a construção atual, inspirada na arquitetura eclética germânica do século XVII, foi erguida entre os anos de 1910 e 1922.

O Mosteiro é um velho conhecido de quem passa apressado pelas ruas Direita, São Bento, 25 de Março e Florêncio de Abreu, mas poucos são aqueles que já conseguiram visitar todo o complexo monástico. Boa parte dele é fechada para o público ou é restrita a professores e alunos do Colégio e da Faculdade São Bento, que criou o primeiro curso de Filosofia da capital.

FICA A DICA
Bem pertinho dali, descendo a Ladeira Porto Geral, está o maior e mais movimento centro de comércio popular de São Paulo. A Rua 25 de Março tem esse nome para homenagear a data em que foi escrita a primeira Constituição brasileira, em 25 de março de 1824.

O que é aberto ao público, já vale a visita. De segunda-feira a domingo, há missas com apresentação de canto gregoriano, acompanhado de um órgão de seis mil tubos. O órgão foi fabricado pela Casa Walcker, da Alemanha, e chegou a São Paulo em 1954.

O Mosteiro também oferece um curso livre de Canto Gregoriano e um ensaio semanal, todas as quartas-feiras, para músicos e demais interessados.

Cerca de 40 monges vivem enclausurados no local e, seguindo a tradição beneditina, precisam orar, trabalhar e tirar o seu próprio sustento sem precisar sair de lá. Para isso, além da escola e da faculdade, eles mantêm uma loja onde vendem pães, bolos, biscoitos, geleias, todos feitos a partir de receitas seculares.

As pessoas fazem fila pelos produtos, principalmente o pão de mel com recheio de geleia de damasco e o pão de mandioquinha. É possível comprá-los tanto no Mosteiro quanto na padaria mantida pelos beneditinos nos Jardins.

No último domingo de cada mês, o Mosteiro realiza um brunch com sofisticadas iguarias dos monges e de grandes chefs de São Paulo. Para participar é preciso comprar um ingresso, que é bastante disputado, acesse aqui. Para mais informações, acesse o site do Mosteiro: www.mosteiro.org.br.

Saiba mais

Uma das paredes do Mosteiro de São Bento guarda marcas de bala desde 1924! Quem vai ao local pelo Viaduto Santa Ifigênia pode ver os furos de bala na parede lateral do colégio, resultado de um ataque das tropas do General Isidoro Dias.

Tags:

Busca no Radar Cultural - Capital: