Ir para o conteúdo principal

Radar Cultural - Interior

jan 11

Written by: admradarint
11/01/2016 12:24 

Fina CamadaPara que haja a democratização da cultura é preciso que pessoas com limitações físicas, sensoriais ou intelectuais tenham acesso às exposições, espetáculos, acervos, oficinas e aos demais eventos oferecidos por centros e instituições culturais. E também, que possam usufruir dessas atividades de maneira autônoma e independente.

Confira três museus do interior de São Paulo que possuem ações de acessibilidade:
Museu Casa de Portinari | Brodowski

FICA A DICA

Já ouviu falar sobre a Hand Talk? É um aplicativo de tradução digital e automática de conteúdos online para a Língua de Sinais, auxiliada por um intérprete virtual. Alguns sites, como os dos museus Casa de Portinari e Índia Vanuíre, já fazem uso da ferramenta. Acesse o site www.amigodosurdo.com e faça uma busca para encontrar quais sites são acessíveis.

O museu é situado na antiga casa de Candido Portinari. Seu acervo conta com várias obras do pintor, além de objetos de uso pessoal, mobiliário e utensílios da família do artista. No início dos anos 80, a instituição recebia visitas de pacientes de um hospital psiquiátrico, alunos das “classes especiais” de escolas e das APAES – Associações dos Pais e Amigos dos Excepcionais da região. Assim, nasceu a necessidade de se iniciar um trabalho de acessibilidade, que é desenvolvido até hoje. Entre os recursos disponíveis, encontram-se: visitas monitoradas; acessos adaptados; textos informativos em tinta e em braile; maquete e réplicas de obras táteis, dentre outros. Confira aqui.

Museu Índia Vanuíre | Tupã

O Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre tem como proposta difundir o patrimônio indígena, além da história da cidade. Assim, seu acervo conta com objetos e documentos relativos ao município, animais taxidermizados e uma coleção indígena que representa diversos povos presentes no território brasileiro. Em 2011, o museu lançou o projeto de acessibilidade, incluindo maquete tátil com representação tridimensional dos espaços do museu, aplicativos multissensoriais e o recurso de audiodescrição nos vídeos exibidos na exposição de longa duração Tupã Plural. Confira aqui.

Museu do Café | Santos

Instalado no antigo edifício da Bolsa Oficial de Café, o museu preserva e divulga a história do café no Brasil e no mundo, por meio de suas exposições e atividades culturais. Para atender pessoas com deficiência, o museu criou o programa “Cafés Especiais”, oferecendo dinâmicas com o intuito de trabalhar a área individual e sensorial, como os sentidos do olfato e do paladar. Confira aqui

SAIBA MAIS

De acordo com a Lei nº 10.436/02 e Decreto nº 186/08, entidades brasileiras públicas e privadas devem oferecer acessibilidade em Libras, inclusive na internet.

Tags:

Busca em Cursos Encerrados