Ir para o conteúdo principal

Radar Cultural - Interior

jun 25

Written by: admradarint
25/06/2015 10:34  RssIcon

Com programação variada e destinada a diversos públicos, não é à toa que o Festival de Artes de Itu chega à sua 22ª edição. Além dos espetáculos e exposições, o evento oferece oficinas que transformam o espectador em artista.

As atividades acontecem entre os dias 4 e 19 de julho, nos equipamentos culturais e praças da cidade, como a Fábrica São Luiz, o Museu da Energia e a Praça Padre Miguel.

FICA A DICA
Para participar das oficinas, é necessário realizar a inscrição até o dia 30 de junho, na Casa da Praça, que fica na Praça Padre Miguel. A ficha de inscrição pode ser retirada no local. Ela também está disponível no site www.itu.sp.gov.br; então basta levá-la preenchida, de terça a sexta, das 9h às 16h.

Um cortejo de Maracatu inicia a agenda. Ele percorrerá o Eixo Histórico do município. Entre as atrações musicais está o grupo Hot Jazz Club Caravane, que apresentará um repertório de “manouche”, estilo de jazz cigano francês dos anos 30. A Orquestra Sinfônica Jovem da Assatemec (Associação Amigos do Teatro Escola de Música Eleazar de Carvalho) e o Duo Inato Sonoro também participam do Festival, assim como o projeto Ecos da Paulistânia.

O universo circense é representado por meio da peça “Palhaçada Severina”. Ela transformará a rua em um picadeiro, resgatando brincadeiras clássicas dessa expressão artística, como malabares. Já a montagem “Circus – a nova tournée” divertirá o público com seus bonecos e gestos próprios do clown.

Na ocasião, haverá a abertura da mostra da Academia Paulista de Fotografia e a exposição “Sonho em Verde das Marias”.

As oficinas são um capítulo à parte. Algumas das opções são: construção de bonecos; técnicas de teatro e composição de personagens; iniciação musical com tubos percussivos; e práticas artísticas em papel machê para portadores de deficiências e público em geral.

Lembrando que toda a programação é gratuita!

Para mais informações, acesse aqui.

SAIBA MAIS
Um mapa sonoro do Brasil. É assim que o projeto “Ecos da Paulistânia” se classifica. Idealizada por Leandro Pfeifer e Tatiana Zalla, a iniciativa resultou em um CD sobre a cultura popular brasileira e seus ritmos. Conheça esse trabalho e preste atenção às músicas “Festejos Juninos” e “São Paulo Menino Grande”.

Tags:
Categories:

Busca em Cursos Encerrados