Ir para o conteúdo principal

Eu Indico

nov 1

Written by: admindico
01/11/2017 00:01 

Indico a obra de Maxine Greene, uma filósofa da educação e estética, autora do livro “Teacher as Stranger: Educational Philosophy for the Modern Age, The Dialectic of Freedom, or Releasing the Imagination: Essays on Education, the Arts, and Social Chang” (“Professor como Estranho: Filosofia Educacional para a Era Moderna, a Dialética da Liberdade, ou liberando a imaginação: ensaios sobre educação, artes e mudanças sociais”), sem tradução ainda para o português.

Maxine foi minha professora aos 90 anos e dava aulas em sua casa, mesmo local onde fiz a minha defesa de tese e dois meses antes da morte dela.

Maxine era uma potência, uma importante filósofa e educadora. Foi fundadora do Lincoln Center Institute for the Arts in Education e ajudou inúmeros professores a repensar o poder transformador de seu trabalho. Ela ensinou e escreveu sobre a importância da imaginação, e dizia que gostava de livros que acabassem com “perguntas sem resposta”. Ela é conhecida por seu conceito de “grande despertar” e como as artes podem ajudar a despertar naqueles que permaneceram fechados para ela. Ela conheceu o educador brasileiro Paulo Freire e acredito que ele esteve com ela em Nova York em várias ocasiões. Mesmo aos 90 anos, ela tinha uma fantasia irreprimível, uma sede para continuar fazendo perguntas e trabalhando para encontrar maneiras de imaginar um mundo diferente. Ela era ótima!    

Nick Sousanis é quadrinista e pesquisador na área da educação. Foi o primeiro pós-graduando a apresentar tese de doutorado na Universidade de Columbia em formato de HQ. Seu trabalho foi publicado na revista da Universidade de Harvard e venceu, na categoria humanas, o prêmio mais tradicional para pesquisas e trabalhos acadêmicos nos Estados Unidos. Nunca uma HQ ganhou tal distinção no mundo.

Tags:

Busca no Eu Indico: