Ir para o conteúdo principal

Eu Indico

ago 2

Written by: admindico
02/08/2016 15:00 

“Visão do Jogo – Primórdios do futebol no Brasil”

Em matéria de futebol, não basta falar do jogo, do que se viu em campo. É preciso enriquecer o papo.

Com uma dose de memória afetiva, com o relato de feitos desenhados com os próprios pés e, se possível, assentar tudo isso com algum conhecimento histórico. E se na roda de conversa alguém evocar os primeiros momentos do futebol por estas bandas, não tardará a aparecer alguém para lembrar – em tom disfarçadamente catedrático – que Charles Miller foi literalmente o dono da bola. Mas ao escrever o livro “Visão do Jogo – Primórdios do futebol no Brasil”, o professor José Moraes dos Santos Neto elegantemente driblou esse raciocínio até certo ponto simplista. É que muito antes disso já havia por aqui uma garotada correndo atrás da bola e se divertindo com ela. Uma das grandes virtudes da obra, no entanto, é mostrar que tudo pode ter começado quando Rui Barbosa, então deputado pelo Partido Liberal, apresentou na Câmara do Império, por solicitação de Dom Pedro II, um parecer sobre a reforma do ensino, no qual constava um capítulo todo dedicado à Educação Física. O livro não nega de modo algum a importância de Miller, só o situa de maneira precisa em meio aos vários acontecimentos que criaram as bases para que o futebol viesse a ser o que é. De lá pra cá muita bola rolou. Nossa identificação com o jogo, nossa paixão, nossa intuição e nosso talento nos garantiram grandes vitórias. Mas o Brasil, exímio em deixar passar grandes oportunidades, pelo visto jamais voltou a tratar a Educação Física e o ensino com tamanho respeito, o que talvez explique quase todas as nossas grandes derrotas.

(Vladir Lemos)

Tags:

Busca no Eu Indico: