Ir para o conteúdo principal
porno mat i sin xxx odia in adult rape videos
agri escort elazig escort
escort alanya
ankara escort
bonus veren siteler
makale ozgunluk testi
huluhub.com
Luxury replica watches
www.copeland.club
old sex women boy to boy xxx nude

Eu Indico

ago 3

Written by: admindico
03/08/2015 11:11  RssIcon

Eu amo tecnologia e inovação, mas sem amor, sem uma construção simbólica, sem alteridade do ato de aprender e ensinar, nada acontece, mesmo com os aparatos e sistemas mais modernos e avançados.

A imaginação é mais poderosa que a sensação, por isso o ato de aprender não pode ser restrito ao fazer e ao conhecer como processo em si mesmo. Carlos Byington, no seu livro “A Construção Amorosa do Saber”, nos encanta com a ampliação do processo de aprender também pela via simbólica e pela imaginação, que são caminhos para superarmos esse consumo de informação e tecnologia sem significado que muitas vezes contamina o processo educativo.

A partir de uma fundamentação junguiana, esse livro, que antigamente se chamou “Pedagogia Simbólica” e numa ampliação mudou de nome para “a construção amorosa do saber”, Byington nos convida a percorrer os arquétipos e os movimentos simbólicos da educação desde o matriarcal e o patriarcal, passando por mitos de eco e narciso e provocando a reflexão sobre a relação, também arquetípica, de mestre e aprendiz e propondo uma educação mais voltada para a alteridade e a totalidade. Também discute as funções estruturantes que muitas vezes viram patologias em formas defensivas que bloqueiam e dificultam nosso aprendizado e outras áreas da nossa vida.

Ele propõe uma ampliação do construtivismo de Piaget, para uma abordagem sistêmica e simbólica e chega inclusive a discutir o retorno da imaginação para além das imagens que consumimos, que são redutoras e alucinatórias.

É um livro fundamental para ampliar nossa consciência sobre o papel do educador que precisa estar imerso no mundo, inclusive, por meio da imaginação, pois sem ela, ficamos muito mais suscetíveis a formatos e fórmulas redutores que costumam nos impor na educação.

(Paula Carolei)

Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Eu Indico

Busca no Eu Indico: