Ir para o conteúdo principal
fev 6

Written by: adm
06/02/2019 08:56 

QUI, 07.02.2019

Criar espaços para acolher profissionais da Educação, estimular os alunos a serem protagonistas de seu aprendizado e contribuir para uma formação conectada com as demandas do século XXI. É com este propósito que a EFAP tem coordenado uma série de iniciativas ligadas à inovação.

O Edulab-SP – Inovação foi a primeira delas. Inaugurado no segundo semestre de 2018, transformou, com a ajuda de parceiros, uma sala de aula tradicional da EFAP em laboratório. Com diversos recursos tecnológicos, como lousa digital, impressora 3D e equipamentos de videoconferência e webconferência, o laboratório é um ambiente inspirador que possibilita a criação, a prototipagem e a experimentação de novas ideias e formação diferenciada a todos os integrantes da Secretaria.

  “A concretização desse espaço inovador só aconteceu graças a um grupo de parceiros com o mesmo desejo: contribuir para a construção de uma educação transformadora, sintonizada com o mundo contemporâneo e com a formação do cidadão do século XXI”, afirma Cristina Mabellini, coordenadora da EFAP.

Ecossistema inovador

A ideia de ressignificar espaços da Educação também chegou à Diretoria de Ensino Leste 5 e à Escola Estadual Caramuru. Os dois ambientes foram inaugurados no final de 2018 e integram o programa piloto InovAção Lab, criado para fortalecer o ecossistema inovador na educação paulista. O propósito é ter o foco no aprendizado, além de reforçar o conceito de inovação, que não se restringe ao uso de tecnologia, mas sim numa abordagem pedagógica que privilegia a participação do aluno e na criação de uma nova cultura digital.

 

De acordo com Sônia Maria Saraiva Silva, diretora da Caramuru, “este espaço de convivência tem um significado muito importante para a comunidade interna e externa da EE Caramuru. Ele vai além das expectativas, até então pensadas, abrangendo desde a mais simples tecnologia até a mais avançada, em que todos interagem de forma espontânea. “Com certeza será um marco na educação de nossos jovens

Para Natália Machado Lourenco, vice-diretora da unidade, “O Inovação Lab foi uma conquista para a unidade escolar, pois foi resultado de uma gestão democrática e participativa, na qual os alunos foram os protagonistas de todo o processo. O uso do Laboratório, além de dinamizar a prática pedagógica, aumentará o sentimento de pertencimento por parte dos envolvidos, principalmente dos educandos, consolidando assim “A Escola para o Aluno”, que é o objetivo principal do nosso cotidiano escolar”

Na EE Caramuru, a implantação da sala foi acompanhada por toda a comunidade escolar. Além da direção e dos professores, o Grêmio Ação Jovem participou de uma série de encontros para o planejamento da implementação do Lab e contribuiu com sugestões de recursos digitais para criar a sala composta por notebooks, câmeras fotográficas, máquina de costura, entre outros equipamentos que vão permitir aos alunos uma atividade mão na massa, com a qual poderão investigar, experimentar e aprender.

A escola atende 550 alunos de Ensino Fundamental Anos Finais e Ensino Médio e foi escolhida por ter uma comunidade escolar bastante ativa e integrada.

   
 

“Um espaço como o Inovação lab é muito significativo para mim e para todos os alunos, afirma Derek Melo, presidente do Grêmio Estudantil Ação Jovem da EE Caramuru. Um ambiente como este, que propõe possibilidades de diversas metodologias pedagógicas, é muito enriquecedor para o método de ensino. O laboratório possui propostas com uma ampla variedade de habilidades e competências a serem desenvolvidas pelos alunos. Sendo assim, acho que será bem produtivo para a aprendizagem de muitos.

Ganhar um espaço como este é muito gratificante, pois percebo que a Educação ainda tem futuro, com muitas alternativas de “aprender a aprender”. Por isso, fico muito feliz de ver que eu e tantos outros alunos iremos usufruir de um espaço tão rico e com tantas possibilidades a serem trabalhadas.

Seria muito importante se todos os alunos de redes públicas e particulares tivessem contato com diversas tecnologias, pois transformaria e ressignificaria todo um sistema de ensino pensado para o século XXI.

Já temos diversos planos de uso para o laboratório, principalmente em propostas pedagógicas que envolvem maior tecnologia. Sendo assim, o professor poderá adaptar as suas aulas para um local mais completo e mais acolhedor para o aluno. Além disso, temos propostas que envolvem tecnologia e desenvolvimento pessoal e particular, como cursos em Arduinos, oficinas de matérias, oficinas de autoajuda, aulas cooperativas entre os próprios alunos e projetos que objetivam a melhora dos alunos tanto no aspecto pessoal quanto no profissional e pedagógico.

Portanto, posso concluir que o Inovação Lab será realmente uma sala para transformar a educação de centenas de alunos.”

   

Já o laboratório de Inovação Edulab, da Diretoria de Ensino Leste 5, é composto por uma sala de informática e uma sala da Rede do Saber.

 

A oportunidade de experimentar, resolver problemas reais, trocar ideias, em um espaço inspirador e criativo como o Edulab Leste 5, nos coloca à frente de uma Prática Inovadora na Educação, e desse modo, possibilitando uma formação integral de nossos profissionais da Educação, ressalta Margareth Silveira Sasaki – Diretora do Núcleo Pedagógico 5. Ela acredita que é possível implementar novas metodologias e estratégias de ensino e aprendizagem, para contribuir com a mudança das práticas pedagógicas.”

Para a coordenadora da EFAP, Cristina Mabelini,”ao estimular e coordenar a produção desses espaços inovadores, a EFAP enxerga uma grande oportunidade de fortalecer toda a Rede, oferecer a todos os profissionais da educação a oportunidade de vivenciarem práticas inovadoras em sua formação continuada, com foco especial no professor”.

 

Tags:

Busca em Notícias: