Ir para o conteúdo principal
nov 6

Written by: adm
06/11/2017 15:27 

TER, 07.11.2017

Cristiane Pereira de Souza Francisco se inscreveu no Prêmio Educador Nota 10 na última hora. Segundo ela, achava que seu projeto era simples demais para concorrer. Pois ela não só competiu com mais de 5.600 educadores de todo o país, como foi uma das vencedoras da maior e mais importante premiação da Educação Básica brasileira, iniciativa da Fundação Victor Civita. 

Cristiane tem 34 anos e desde 2006 é professora de Educação Física, na Escola Estadual Antonio de Oliveira Bueno Filho, em Araraquara, interior de São Paulo. A escola fica no bairro onde a professora cresceu e era o lugar onde ela sempre quis trabalhar. Já são mais de dez anos ensinando alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, e experimentando diferentes maneiras de contribuir para o aprendizado dos seus alunos. 

No segundo semestre de 2016, Cristiane criou o projeto “Bolinhas de Gude: Descobrindo outras formas de ensinar, aprendendo outros jeitos de aprender” com alunos do 1º ano do Ensino Fundamental, um dos vencedores do Prêmio Educador Nota 10

A professora conversou com o site da EFAP. Leia os principais trechos:


  • Como surgiu a ideia do projeto com as bolinhas de gude?
    O projeto com as bolinhas surgiu de algumas questões pertinentes à minha vida de professora; são elas:
    1- Resgatar uma brincadeira que vem se perdendo e que poucos alunos do 1º ano do Ensino Fundamental conheciam;
    2- Buscar um material acessível (para a professora e principalmente para que os alunos também pudessem adquirir) para trabalhar a habilidade motora com as crianças, já que esse era o conteúdo proposto pela matriz curricular;
    3- Propor o conteúdo de um modo diferenciado, valorizando o protagonismo das crianças;
    4- Mostrar que a Educação Física escolar tem muito a oferecer com relação à proposta de atividades e aprendizagens aos alunos;
    5- Realizar uma pesquisa para uma disciplina do mestrado, colocando em prática a utilização da ferramenta “diário de campo” (que seria utilizada também na minha dissertação).
  • Imaginou que pudesse vencer o prêmio?
    Inscrevi esse projeto no último dia de inscrição após o prazo ter sido prorrogado; julgava que o mesmo era algo muito simples para o tamanho do prêmio. Mas inscrevi mesmo assim, pois apesar de simples, estava muito bem escrito e contemplava muitas características de uma boa prática pedagógica na área de Educação Física escolar. Porém, minha expectativa estava em que o mesmo ficasse entre os 50 finalistas; vencer o prêmio foi além das minhas expectativas.
  • Qual é a importância de um reconhecimento desses?
    O reconhecimento vai além da valorização do meu trabalho como professora da mesma escola há onze anos. Torna-se o reconhecimento de minha militância a respeito de uma Educação Física escolar de qualidade, mostrando que temos muito a ofertar dentro da escola, devendo ser valorizada assim como os outros componentes curriculares; somos mais do que apenas festividades, torneios, premiação ou punição. 
  • Quais são as características que um professor nota 10 tem ou deve ter?
    Valorizar sempre a sua profissão de professor. Ter muito conhecimento sobre sua área de atuação e não se fechar somente nela, expandindo seus conhecimentos para outras que possam melhorar seu educar. Nunca parar de estudar e de aprender. Ter uma escuta atenta aos seus alunos, para reavaliar seus trabalhos, e sempre ofertar o seu melhor em suas práticas pedagógicas.

Para saber mais sobre o Projeto, assista aqui.

Tags:

Busca em Notícias: